Conheça a ManejeBem: Startup que Ajuda Empresas a Alcançarem Metas de ESG Através do Desenvolvimento de Comunidades Agrícolas Vulneráveis

Conheça a ManejeBem: Startup que Ajuda Empresas a Alcançarem Metas de ESG Através do Desenvolvimento de Comunidades Agrícolas Vulneráveis

Unir empresas que procuram caminhos para alcançar suas metas de sustentabilidade e comunidades de produtores rurais que necessitam de capacitação e que se encontram em situação de vulnerabilidade: foi a partir dessa ideia central que nasceu a startup ManejeBem.

Criada com a finalidade de promover o desenvolvimento social, ambiental e econômico sustentável de comunidades rurais vulneráveis, utilizando capacitação e transformação digital acessível, a startup ManejeBem trabalha para que a agricultura e pecuária familiar tenham ações estratégicas de desenvolvimento. Para tornar esse avanço de comunidades possível, a empresa é especializada em ajudar grandes corporações a relacionar-se com esses produtores familiares, estruturando cadeias produtivas e trabalhando para que práticas ESG na agropecuária sejam devidamente aplicadas, rastreadas e monitoradas. “Utilizando uma tecnologia acessível e através da Escala de Sustentabilidade ManejeBem, é garantido o monitoramento e a escala de ações focadas no atingimento das Metas do Milênio e comprometido com o desenvolvimento de comunidades rurais”, destaca Juliane Lemos Mendes Blainski – CEO e fundadora da ManejeBem.

Através da implementação do ManejeChat, software para assistência técnica agrícola que efetua a estruturação das cadeias produtivas e promove a coleta de dados sociais, ambientais e econômicos de comunidades rurais, a startup efetua o levantamento de dados socioeconômicos, agronômicos e ambientais. Desta forma, é possível fazer a elaboração assertiva de ações estratégicas de desenvolvimento. “A partir de um trabalho de capacitação tecnológica, nosso aplicativo conecta o produtor com um agente de campo para assistência técnica agrícola. É realizada a coleta de dados por meio de um contato constante com o produtor e, por meio desses dados, traçamos planos de desenvolvimento e monitoramos os resultados. Com o ManejeChat é possível observar todas as ações em tempo real. Garantimos também que as empresas interessadas em investir em ações de capacitação e desenvolvimento dessas comunidades tenham como maior resultado o bem estar ecológico e humano”, complementa Juliane Blainski.

Desde sua fundação, há 5 anos, a empresa já impactou a vida de mais de 1 milhão de produtores familiares e técnicos agrícolas, espalhados por mais de 15 estados brasileiros, em 175 municípios. “Com nível de satisfação (NPS) de 9.52 e alcançando 62% de melhoria no nível de sustentabilidade desse lugares, a ManejeBem surgiu para suprir a falta de capacitação tecnológica focada nos produtores familiares, unindo essas comunidades com empresas que desejam trabalhar o ESG de forma transparente e com resultados tangíveis, recebendo a garantia de que todas as ações e recursos utilizados resultem na transformação da vida de famílias vulneráveis e preservação ambiental“, diz Caroline Luiz Pimenta – COO e co-fundadora da ManejeBem.

A Startup ManejeBem foi fundada por Juliane Lemos Blainski – doutora em Biotecnologia e Biociências e Caroline Luiz Pimenta – doutora em Ciências pelo Programa de Pós-graduação em Recursos Genéticos Vegetais. Ela surgiu com o propósito de atingir de forma rápida e eficaz os produtores rurais, criando uma rede de conexão entre esses produtores, técnicos agrícolas e a indústria, em prol de uma agropecuária mais sustentável.  Essa conexão inicialmente foi realizada através de um grupo no WhatsApp com troca de conhecimento em todas as pontas. “Acreditamos que a comunicação rural é a chave para impulsionar a agricultura e pecuária sustentável e o desenvolvimento humano nas áreas rurais, e que essa comunicação deve ser feita com base no diálogo e participação, permitindo que o produtor expresse suas opiniões, compartilhe conhecimento e participe ativamente na produção da informação”, completa Caroline Luiz. 

“A partir desse contexto, vislumbramos a oportunidade de estruturar as informações que vem do campo na forma de uma ferramenta tecnológica que pudesse se inserir no cotidiano do produtor, facilitando assim o acesso e a troca de informações, além de permitir uma maior inteligência na resolução dos problemas na produção.” finaliza Juliane Blainski.

Sobre a ManejeBem

A ManejeBem é uma startup que ajuda empresas a alcançarem suas metas de ESG por meio do desenvolvimento de comunidades agrícolas vulneráveis. Através da plataforma ManejeChat, a empresa faz o levantamento de dados socioeconômicos, agronômicos e ambientais, usados na elaboração de ações estratégicas de desenvolvimento e monitoramento. Desde sua fundação, em 2018, a empresa já impactou a vida de mais de 1 milhão de produtores familiares e técnicos agrícolas, espalhados por mais de 15 estados brasileiros, em 175 municípios. Site: https://manejebem.com/

Conheça nossas Fundadoras:

Caroline Luiz Pimenta – COO e fundadora da ManejeBem.

Graduada em Agronomia, mestre e doutora em ciências pelo Programa de Pós-graduação em Recursos Genéticos Vegetais da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC),Caroline já atuou no Laboratório de Fitopatologia do Centro de Ciências Agrárias da UFSC, no qual desenvolveu pesquisas relacionadas com o controle alternativo de doenças de plantas. Atualmente, está cursando pós-graduação em Liderança e Inovação pela FGV. Focada na propagação de manejos sustentáveis e na transferência de tecnologias para agricultura e pecuária familiar,  é uma das fundadoras da empresa ManejeBem, na qual atua na facilitação da assistência técnica agrícola através de plataformas digitais, levantamento de dados e planejamento de ações no campo.

Juliane Lemos Mendes Blainski – CEO e fundadora da ManejeBem

Graduada em Biologia, especialista em biotecnologia aplicada à agroindústria pela UFPR, mestre em Agronomia pela Unioeste e doutora em Biotecnologia e Biociências pela UFSC, Juliane dedicou anos de pesquisas e estudos voltados para o desenvolvimento de produtos naturais para controle alternativo de doenças de plantas. Ela é uma das fundadoras da empresa ManejeBem e também especialista em empreendedorismo para startups. Além disso, atua como diretora da vertical agronegócios da Associação Catarinense de Tecnologia. Com todos esse background, lidera a equipe em prol de uma missão comum que é a de desenvolver a agricultura e pecuária familiar sustentável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *