Caminhos Sustentáveis: Recupera 2023 Debate o Papel do Setor Empresarial no Enfrentamento às Mudanças Climáticas

Caminhos Sustentáveis: Recupera 2023 Debate o Papel do Setor Empresarial no Enfrentamento às Mudanças Climáticas

Evento promovido pela Pragma, especialista em logística reversa, acontece em 12 de maio e reúne autoridades públicas e do setor privado, para debater caminhos sustentáveis para o planeta

Com o objetivo de reunir os principais nomes da sustentabilidade e da logística reversa do Brasil para debater os caminhos de uma atuação pelo futuro do planeta e apresentar os resultados do Recupera – programa estruturante de logística reversa de embalagens em geral pós-consumo –, a Pragma Soluções Sustentáveis e o Instituto Pragma promovem o evento Caminhos Sustentáveis – Recupera 2023, a ser realizado no dia 12 de maio na Vila Madalena, em São Paulo.

O Recupera pretende receber cerca de 100 participantes, entre eles representantes de associações e empresas como Vigor, Ambev, Heineken, General Mills, Royal Canin, Masterfoods, Aslore,, 3M, entre outros; representantes de órgãos públicos ambientais; lideranças do setor, como Carlos Silva Filho, que é conselheiro consultivo de resíduos da ONU;  associações empresariais, organizações de catadores, representantes de entidades importantes do setor de logística reversa e sustentabilidade e a imprensa.

Os debates serão focados na sensibilização do setor empresarial sobre a importância de agir no enfrentamento às mudanças climáticas com ações voltadas à inclusão social e econômica das populações em situação de vulnerabilidade. Além disso, o evento pautará como a logística reversa pode ser uma grande aliada no combate ao aquecimento global, minimizando o desperdício de recursos naturais e gerando trabalho e renda, especialmente quando realizada de maneira estruturante, ou seja, a partir de investimentos em organizações de catadores.

“Essa atuação contribui para a inclusão socioeconômica de milhares de profissionais, que são a base da cadeia de reciclagem. Por isso, realizaremos um painel com especialistas sobre mudanças climáticas, gestão de resíduos e inclusão social. Não será apenas um evento para mostrar resultados, mas para pensar, a partir deles, como empresas e setor público podem colocar em prática políticas socioambientais efetivas para o bem do planeta”, explica Dione Manetti, CEO da Pragma Soluções Sustentáveis e presidente do Instituto Pragma.

Sobre o Programa Recupera

A Pragma é um elo que conecta pessoas, instituições privadas, públicas e da sociedade civil para tornar o planeta sustentável. Um dos projetos desenvolvidos pela Pragma é o Programa Recupera – primeiro programa de logística reversa de embalagens a estar presente em todos os estados brasileiros –, e, no evento, serão apresentados os resultados e os impactos de sua aplicação. Já o Instituto Pragma, entidade da sociedade civil sem fins lucrativos, que também colabora com a implementação do programa Recupera, desenvolve projetos que geram impacto positivo na sociedade e atua para mobilizar segmentos públicos e privados em ações que potencializam os impactos socioambientais positivos para o planeta.

O Brasil é o quinto maior produtor de resíduos do mundo. Segundo dados da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), só em 2021 foram gerados mais de 81 milhões de toneladas de resíduos sólidos urbanos e, desse montante, 29,7 milhões de toneladas tiveram uma destinação inadequada, ou seja, foram descartados em lixões ou aterros controlados e contribuíram para a emissão de gases de efeito estufa, para a proliferação de doenças e para a poluição de lençóis freáticos e do solo. 

O CEO da Pragma e presidente do Instituto Pragma explica que o objetivo do Recupera é o cumprimento das metas de recuperação de embalagens estabelecidas para as empresas por meio da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Outro objetivo importante do programa é a realização de investimentos estruturantes nas organizações de catadoras e catadores e o fortalecimento da cadeia da reciclagem por meio da ampliação de resíduos corretamente descartados. 

“O Recupera assessora essas organizações, garantindo que o retorno financeiro seja revertido em melhorias na qualidade do trabalho dos catadores. Apoiar o Programa Recupera significa apoiar a cadeia de reciclagem no Brasil, a redução da emissão de gases potencializadores do efeito estufa e a inclusão social e econômica de mais de 5 mil catadoras e catadores de materiais recicláveis”, aponta Manetti.

Cronograma do evento14h: Início do credenciamento
14h30: Abertura do evento
14h40: Apresentação dos resultados do programa Recupera
15h30: Momento de assinaturas de parcerias com Heineken, ASLORE, Abinpet, Instituto Rever, Mapa e Muda.
15h50: Pílula de conteúdo sobre o cenário de logística reversa brasileiro
16h10: Bate-papo sobre mudanças climáticas, logística reversa e inclusão social com Valéria Bastos (professora e assistente social), Dione Manetti (CEO Pragma), Gilberto Carvalho (secretário de Economia Solidária do governo federal), Carlos Silva Filho (conselheiro consultivo de resíduos da ONU, presidente Abrelpe e ISWA) e Marilena Vieira (catadora).

Sobre a Pragma

A Pragma Soluções Sustentáveis é um elo que conecta pessoas, instituições privadas, públicas e da sociedade civil para tornar o planeta sustentável por meio de serviços de logística reversa, projetos de impacto positivo na sociedade e economia circular. A Pragma é especialista em logística reversa de embalagens pós-consumo e oferece soluções para que as empresas cumpram suas obrigações legais. 

Sobre o Instituto Pragma

O Instituto Pragma é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, que foi criada para  desenvolver ações e projetos que gerem impacto positivo na sociedade e no planeta, em especial nas áreas de gestão de resíduos, inclusão social e geração de trabalho e renda de para populações em situação de vulnerabilidade socioambiental. Entre as ações do Instituto Pragma, estão a realização de análises, estudos e publicações que colaborem para o avanço de políticas mais adequadas de gestão de resíduos sólidos e de reciclagem e o desenvolvimento de ações relacionadas à inclusão social e à geração de trabalho e renda para populações em situação de vulnerabilidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *